Quanto Custa um Site?

Por 27 de dezembro de 2016 Artigos, Dicas Sem comentários
Não existe uma fórmula pronta para quanto custa um site, sendo necessário levar três itens principais em consideração, na maioria dos casos.

Se você está pensando em ter um site e chegou até aqui por meio de uma busca em um site como o Google ou o Bing, provavelmente está se perguntando quanto vai custar o desenvolvimento de um site pessoal ou para a sua empresa. Como de costume, a resposta é “depende”.

Da mesma forma que o valor de um carro pode variar de poucos milhares a alguns milhões de reais, o preço de um site também pode variar muito, com a diferença de que essa amplitude é muito maior e, dependendo do projeto, um site pode custar entre algumas dezenas de reais até algumas centenas de milhares de dólares por ano.

Portanto, não existe uma fórmula pronta para dizer quanto um site vai custar, sendo necessário levar três itens principais em consideração, na maioria dos casos:

Hospedagem

Como já dissemos aqui, a contratação de uma empresa de Hospedagem de sites é essencial para a maioria dos projetos, mas não é o único custo associado à publicação de um site. O valor da hospedagem varia bastante, e pode ser visto como um dos fatores com maior peso no custo do site a médio ou longo prazo.

O motivo para isso é que enquanto a maioria dos outros custos do site são pontuais, não se repetindo ao longo do tempo, a hospedagem do site em um servidor é um custo recorrente, sem o qual o site não é mantido na internet.

Para ter uma ideia do quanto o custo de hospedagem pode variar, podemos levar em consideração os exemplos de um projeto pessoal que não necessite de muita estabilidade, customização e recursos – o qual pode tirar proveito de uma solução gratuita que, mesmo sendo bastante limitada, atende bem às necessidades de escritores casuais, por exemplo – e um projeto complexo como uma rede social ao estilo do Facebook, que atende mais de 1,13 bilhões de usuários diariamente no mundo todo e cujos custos para manter os servidores funcionando ultrapassam 1 bilhão de dólares por ano.

Um site profissional ou para o seu negócio, entretanto, dificilmente se encaixará nesses extremos, com custos de hospedagem mensais que não ultrapassam os R$100,00 para a maioria dos projetos.


Design

O desenvolvimento de um site depende da elaboração de uma identidade visual e do levantamento das funcionalidades que se espera que o site tenha. Essa etapa é fundamental, uma vez que a adição de uma nova funcionalidade no futuro pode ser bastante complicada, caso não seja pensada desde o início.

Uma dica para quem está nessa etapa do desenvolvimento é ficar atento à forma como o site será exibido em tablets, smartphones e laptops, uma vez que nem todas as empresas se preocupam com esse aspecto ao apresentar uma identidade visual para o seu site. Mesmo que o seu projeto não tenha uma preocupação imediata com esses dispositivos, é sempre bom ficar atento a isso, porque uma adaptação posterior pode ser tão cara quanto o desenvolvimento de um site novo.

Dependendo da complexidade e da empresa contratada para realizar esse design, o custo do design pode ser um dos investimentos iniciais mais elevados e o que mais atrasa o desenvolvimento do site, até que todas as telas sejam pensadas, apresentadas e aprovadas pelo cliente.


Desenvolvimento

A etapa do desenvolvimento do site em si é onde a maior parte do trabalho precisa ser feita. Muitas vezes a empresa que apresenta o Design das páginas é a mesma que faz o desenvolvimento do site, e na maioria dos projetos, o custo desse conjunto não fica abaixo dos R$ 5.000,00.


Outros

Além esses, também é importante ficar atento a custos secundários que podem fazer bastante diferença no médio prazo:

Registro de domínio

Um domínio com final “.com.br” que não tenha sido registrado anteriormente custa R$ 30,00 anuais. Esse valor não é cobrado por nenhuma empresa, mas pelo órgão governamental responsável pela disponibilização dos endereços, o Registo.br.

Muitas empresas, entretanto, oferecem esse domínio “gratuitamente” ou com valores bastante reduzidos durante o primeiro ano, o que pode parecer um bom negócio a primeira vista, mas na maioria das vezes significa pagar muito mais por esse domínio, seja por meio de valores maiores que essa taxa embutidos na mensalidade da hospedagem ou pela cobrança de uma taxa anual muito maior – por volta de R$45 a R$60,00 – após o período promocional.

Divulgação

Dependendo de como o seu site será utilizado, é importante lembrar que será necessário investir na divulgação dele, seja por meio de banners, conteúdos para as redes sociais ou o cadastro do site em diretórios online.

Produção de Conteúdo

Um site online não se abastece sozinho, portanto, se o seu projeto envolve a atualização constante de um blog, por exemplo, lembre-se que será necessário investir tempo ou dinheiro para produzir os conteúdos, textos, fotos e vídeos que se deseja publicar.

Comissões ou Taxas de Pagamento

Caso o seu projeto inclua uma loja online, será necessário contratar os serviços de uma empresa que processe os pagamentos feitos pelos clientes de forma segura. Essas empresas normalmente cobrarão uma taxa fixa ou comissão sobre cada venda, e esse custo deve ser levado em consideração para que a conta sempre feche no final do mês.

Suporte e Atualizações

Quando o seu site cresce, não é apenas o seu público que passa a prestar atenção nele. Pessoas mal intencionadas poderão tentar tirar o seu site do ar ou roubar informações armazenadas no seu servidor.

Por esse motivo, é essencial que se tenha acesso a uma equipe de suporte para prevenir esses ataques, mantendo o seu site sempre atualizado e seguro, e recuperar o site, caso um desses ataques seja bem-sucedido.

Licenciamentos

Alguns projetos podem depender do licenciamento de serviços e sistemas operacionais de outras empresas, como a Microsoft ou o Google, e esses custos também devem ser levados em consideração, caso seja necessário utilizar os produtos dessas empresas.

Elementos visuais

Se o seu negócio ainda não tem uma marca, ou logo, talvez seja necessário desenvolver uma do zero, ou digitalizar a sua marca atual para que seja exibida corretamente na tela dos computadores.


Se tudo isso parece muito complicado, você ainda pode optar por contratar um “Site Pronto”, que é oferecido por várias empresas e que simplifica a criação de um site, utilizando modelos que podem ser personalizados pelo próprio cliente e já inclui os serviços de infraestrutura necessários para publicar um site na internet.

A desvantagem desses “Sites Prontos” é que, enquanto a ferramenta em si é desenvolvida por uma equipe especializada, a montagem das páginas em si fica sob a responsabilidade do cliente, que tem opções limitadas para personalizar o visual do site e que, na maioria das vezes, não possui uma noção abrangente das melhores práticas de desenvolvimento, otimização e design empregadas na criação de um site profissional.

Se você está considerando assinar um serviço como esse e para criar o seu site, os Sites Inteligentes da Superbiz podem ser a solução que você procura para.

Diferente de um “Site Pronto”, os Sites Inteligentes da Superbiz são desenvolvidos, do começo ao fim, por profissionais especializados em cada área, sem que o cliente precise lidar diretamente com a criação das páginas. Além disso, os Sites Inteligentes estão disponíveis diversos planos, que incluem uma série de serviços e benefícios adequados às demandas de cada negócio.

Para saber mais sobre os Sites Inteligentes, acesse o link superbiz.com.br/sites-inteligentes e conheça a solução da Superbiz para o desenvolvimento de um site completo, desenvolvido sob medida para o seu negócio, em até 15 dias.

Deixe um comentário